Livro: Fotografia de Produto - A Influência no Design Gráfico

Criação do livro e da Capa



A fotografia surge no século XIX, trazendo muitas inovações. Antes as ilustrações dependiam unicamente da habilidade do pintor, depois, com a invenção da câmera, a realidade finalmente poderia ser retratada de uma forma fiel.

Surgiram assim, muitas discussões de que fotografar não dependia de nenhuma habilidade artística, apenas técnica, abrindo a oportunidade de qualquer pessoa conseguir boas imagens, a partir do momento que a câmera foi criada e comercializada.

Com a junção da fotografia e o design gráfico na primeira metade do século XX, e o surgimento dos cartazes comerciais com uma tipografia adequada para chamar a atenção do público, sentia-se a necessidade de priorizar a imagem como elemento principal através da fotomontagem, que na época servia para incrementar os meios de comunicação visual, causando assim um atrativo para os consumidores.

Por volta de 1950, já existiam cartazes representando cosméticos que embelezavam as mulheres ou até mesmo uma refrescante propaganda da Coca-Cola. Uma ilustração feita à mão nunca teria causado o mesmo impacto no público como a fotografia, por ser uma retratação da realidade. Tudo isso com o acréscimo de imagens realistas ao design manipulando os sentidos das pessoas, em principal, a visão.

As impressões eram feitas a partir da litografia, que era um processo em que a pedra polida era utilizada para pressionar o papel, sendo que nessa pedra continha a imagem para gravação, presa por substâncias gordurosas. Quando essa pedra tinha contato com a água, a gordura não era afetada e recebia a tinta, que também possuía um grau de oleosidade, fazendo com que os elementos fossem reproduzidos.

A água contida nesse compartimento impedia que a tinta se espalhasse e manche o trabalho. Este foi o primeiro processo planográfico, que significa uma impressão sem qualquer relevo ou ranhura. Mais tarde surge o off-set, sistema de impressão que predomina atualmente, sendo uma impressão sem água, utilizando a entrada digital dos dados, diretamente para os computadores ou impressoras.

As propagandas realizadas pela manipulação gráfica sempre foram essenciais para qualquer causa que precisasse entrar em foco. Era uma maneira eficiente de levar qualquer mensagem a um grande número de pessoas.

De cartazes de eventos a inscrições em escolas de arte, essas peças de comunicação visual, os pôsteres, se tornaram tão importantes em determinada época, que virou até mania colecioná-los.

Atualmente, a divulgação de eventos ou produtos é feita pela publicidade, e a propaganda auxilia na questão das vendas. Para ocorrer à finalização da comercialização, o cliente tem que visualizar o que compra, mas não apenas isso, o produto tem que ser mais do que é, ele tem que se tornar um objeto de desejo.

A fotografia de produto tem o poder dessa mudança e consolidação desse tipo de imagem para uma mercadoria ou até mesmo uma empresa. A inovação garante o espaço mercadológico das empresas e de seus produtos que estão sempre em disputa com a concorrência, e a imagem deles é fundamental para isso.




0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por Comentar! :)